Carrie, A Estranha

carrie

Carrie, A Estranha, foi publicado em 1974, romance de estreia de histórias de terror Stephen King, escritor norte-americano. Sendo adaptado para o cinema, apenas dois anos mais tarde. O livro conta a história de Carrie uma adolescente muito problemática que é, constantemente, humilhada pelos seus colegas e perseguida pelos professores.

CYMERA_20170920_113453

Como se não bastasse, Carrie é filha de uma mulher fanática religiosa, que a impede de ter uma vida normal como as outras jovens da sua idade. Estranha e feia para os padrões da época, ela tem, no entanto, poderes telecinéticos e, um dia, na escola, durante o Baile da Primavera, depois de, mais uma vez, ter sido humilhada na frente de todos, ela decide vingar-se de tudo e de todos.

carrie-a-estranha-2013-filme

Eu particularmente penso que Carrie é uma jovem boa e normal dentro das circunstancias, entretanto devido aos seus poderes telecinéticos e sendo mal compreendida, infelizmente, ela acabou praticando atos terríveis. Para mim ela não é má, mas foi obrigada pela situação a agir de forma maléfica. Acho que foi apenas um momento de raiva assoberbado. O problema é que devido aos seus poderes a coisa ficou muito feia.

7c86f769e4853102204ba0e6e76bf3ec6ef1bde8_hq

Voltando ao livro, sendo sua mãe uma mulher uma louca e devota, que acredita sua filha tem um terrível pecado e que tanto ela quanto a filha precisam pagar penitência por esse enorme pecado, castiga Carrie severamente. Porém, Carrie, só quer uma vida normal e luta para conseguir se ajustar à escola, sem sucesso.

carrie 2

Certo dia as meninas mais populares da escola decidem infernizar com sua vida, filmando-a em circunstâncias embaraçosas e publicando na internet. Como punição para a humilhação, a professora de Carrie faz com que as responsáveis sejam impedidas de irem ao baile de formatura.

Carrie

Mas, uma delas, Sue, se arrepende do que aconteceu e pede que seu namorado, o garoto mais popular da escola, convide Carrie para o par do baile. Enquanto isso, Carrie descobre que tem poderes estranhos, que pode mover coisas e Chris, a garota responsável pelo vídeo humilhante decide fazer algo para humilhar Carrie em frente a toda a escola.

1206371-350x360

Contando com a ajuda de outras meninas do colégio que não simpatizam com Carrie, ela consegue esconder um balde de sangue de porto no palco da formatura e, manipulando a votação para o casal rei e rainha da noite, fazendo com que Carrie e seu par sejam os escolhidos. Carrie, ao ser acertada pelo sangue, perde noção de tudo ao seu redor e passa a descobrir que a vingança é muito mais forte do que ela imagina e muito difícil de controlar.

1c04880eb94849f1c3c1db9cd6b93dbd2fc80f52_00

Carrie é uma jovem com poderes fora do normal, consegue com a força da mente deslocar objetos da forma que lhe convém. O problema é que a vida não lhe corre da melhor maneira e Carrie utiliza os seus poderes para destruir…

B_B9S8WWkAEroYp
Tudo se inicia com a primeira mestruação de Carrie aos 16 anos, ocorrida no vestuário do colégio de Barker Street. Apesar do incidente, o mesmo passaria certamente despercebido ou as colegas de turma tivessem ignorado, ou ajudado como qualquer pessoa faria. Outra questão também é que Carrie não percebeu o que estava acontecendo com o seu corpo, pois sua mãe e ninguém havia orientado nesse sentido.

Carrie-2pg

O livro é muito interessante, pois nos mostra que somos capazes de muitas coisas somente com o poder da mente, mas também nos mostra a terrível fase da maldade e ignorância humana tanto da mãe de Carrie, como de suas colegas juvenis.

21031956_20130826140652239.jpg-r_1280_720-f_jpg-q_x-xxyxx

Carrie é uma jovem boa e normal, só possuí poderes, para mim ela é apenas diferente, assim como tantas pessoas espetaculares em nossa sociedade.  O problema é que “temos” que ser robôs, todos iguais, com vidinhas “normais”, ninguém pode ser diferente, ter escolhas e gostos diferentes…isso é muito triste.

a1c0vdmcr2amb8mj1i00shkiw

Enfim, eu não vejo o livro como terror, a menos que seja o terror do preconceito, ai sim, vejo muito. Na verdade vejo a obra como um distopia, um livro que nos leve a pensar…

Leitura altamente recomendável!

 

 

Anúncios

Auto da Compadecida

 

Até aonde eu sei O Auto da Compadecida foi o único livro escrito por Ariano Suassuna à obra publicada em 1955, esta deu destaque ao autor nacionalmente.

auto-da-compadecida_1.png

Os leitores e depois espectadores se identificaram com o livro devido ao seu caráter popular e moderno que tem como ferramenta o regionalismo nordestino e a coloquialidade.

maxresdefault (1)

A obra também virou peça e posteriormente filme, misturada à literatura popular nordestina com os autos medievais resultando em um enredo marcado um caráter moral e humorístico.

hqdefault (1)

A história começa com dois nordestinos, João Grilo e Chicó, eles são os personagens principais da obra. João Grilo é o que se aproveita da estupidez dos ricos e do clero para exercer sua esperteza e sempre consegue levar a melhor. Já seu amigo Chicó é covarde e mentiroso.

hqdefault

João Grilo depois que consegue convencer o padre a enterrar o cão do padeiro, e vender um gato à mulher adúltera do patrão, tenta enganar o cangaceiro Severino, mas é morto pelo homem que trabalha para o cangaceiro. Todos são mortos, menos Chicó, que sai de cena para rezar pelo amigo.

compadecida1

João Grilo vai parar no tribunal celeste e não aceita as acusações do diabo diante de Manuel e chama por Nossa Senhora. Com toda sua esperteza, consegue superar o diabo, este fica mais enfurecido do que de costume e faz de tudo para pegar seu oponente.

giphy.gif

No enredo a maioria vai para o purgatório: o bispo, o padre, o sacristão, o padeiro e sua mulher; mas Severino e o “cabra” vão para o céu; João Grilo, porém graças à intervenção de Compadecida, volta à vida com a promessa de se comportar direito.

auto-da-compadecida.png

Na Terra reencontra-se com Chicó, que prometeu todo o dinheiro para Nossa Senhora se seu amigo voltasse à vida.

oautodacompadecidapq

O livro é uma comédia do início ao fim, é um livro que você pôde reler muitas e muitas vezes e sempre será uma leitura nova. É evidente que a obra Auto da Compadecida recebeu grande influência dos autos de Gil Vicente, quem leu Auto da Barca do Inferno, sabe do que estou falando.

maxresdefault

Entretanto, a obra também se aproxima do pitoresco ao ter a presença de um anti-herói, que é João Grilo, personagem popular que devido à esperteza e ingenuidade dá ao enredo um caráter maravilhosamente cômico.

João Grilo dribla a má sorte de uma vida de fome e miséria no sertão do Nordeste com suas trapaças e esperteza, sempre acompanhado de seu fiel amigo Chicó. Não se vocês sabem mas Chicó e João Grilo são recriações das personagens da Comedia dell’Arte italiana e de personagens da literatura universal.

autocomparecida07.jpg

Dito isso, só me resta recomendar este maravilhoso livro.

Boa leitura, bom filme ou boa peça; vocês escolhem. Eu escolhi todos, nem preciso dizer que amei né!

Livro (e série): 13 reasons why (Os 13 Porquês) – Jay Asher

Pra você que tem flores na cabeça

“Hello, boys and girls. Hannah Baker here. Live and in stereo.”

Como dito anteriormente, eu utilizei tanto a série quanto o livro “13 reasons why” para dar uma guinada no meu inglês. Agora, vou fazer um post-tipo-resenha com a minha opinião sobre o livro e a adaptação.

Leia também: 13 reasons why e os meus próprios porquês

A série conta a história de uma menina chamada Hannah Baker que se suicida. Porém, ela deixa para trás 7 fitas – 6 com lado A e B e 1 só com lado A – contando os 13 motivos de ter tentado contra a própria vida. Cada um desses motivos está diretamente relacionado a uma pessoa do convívio dela quando viva.

As fitas deveriam ser escutadas por cada envolvido, sem pular ou quebrar o esquema. E ela garante isso deixando uma cópia de todas as fitas com uma pessoa…

Ver o post original 852 mais palavras

Brida e o Poder da Linguagem Simples

BRUNNA BRASIL

O poder da linguagem. Muito se fala sobre ele, normalmente em como o que falamos pode afetar outros. Mas e quanto ao que escrevemos? Este pensamento perpassou minha mente enquanto lia pela primeira vez um livro do autor Paulo Coelho. O título escolhido foi Brida e a sensação de que era um livro poderoso talvez tenha me acometido com tanta força justamente por ele ser um livro altamente simples, tanto em seu enredo quanto em sua linguagem.

black cat

Brida não é um livro de aventuras ou de intensos dramas pessoais. Ele lida com algo mais profundo, mas nem por isso ameno: a busca de respostas para aquilo que chamamos de “as grandes perguntas do Universo”. Brida O’Brien é a personificação dessa nossa natureza que insiste em indagações complexas e para as quais raramente se acha respostas. A humanidade de que gozamos nos traz frutos tanto maravilhosos quanto dolorosos, e um deles…

Ver o post original 425 mais palavras

Book of the month 9/18: The No. 1 Ladies’ Detective Agency

thebraindump

1400034779-400691768.jpgBefore I get into this review, I feel obligated to inform you that normally I am not much of a mystery novel person. There are a few exceptions, but most of the time I find them rather droll, and in between the various turns and plot twists all I can really focus on is the voice of the author hidden in among all of these revelations, screaming, “Look how clever I am! Look at me! I am a genius! You never even guessed it did you? Y-you did? But…there was a twist…predictable? What?? Moi?”

Now, I do enjoy mysteries in the forms of shows and movies, however; they are the work of not just the writers, but the producers, the costume designers, the set and prop departments, actors, actresses, lighting, camera rigging, casting director, and a million other moving parts. Because of this, one could argue that it…

Ver o post original 1.030 mais palavras

Amor

foto amor

Este autor tornou-se mundialmente conhecido com sua obra “Vivendo, Amando e Aprendendo”, foi o primeiro livro que li dele, muito bom por sinal. Porém, hoje vou falar neste livro, o AMOR. A obra apresenta, praticamente, uma “anatomia” da maior experiência que um ser humano pode viver e sobre a qual, embora possamos vivê-la, normalmente pouco conhecemos.

Frase-de-amor-para-status

Além de estribar em todo o seu conhecimento e em sua larga experiência como pedagogo, para escrever este livro, o autor pesquisou várias obras de escritores famosos, que abordaram o assunto em questão.

leo-buscaglia-uma-vida-sem-amor--nao-importa-quantas-outras-71043

Dito isto, Buscaglia dá Início ao seu trabalho, enfatizando que o amor é um fenômeno que se aprende, explica que cada indivíduo vive o amor em seu estilo limitado e que a solidão e a confusão que daí acontece estão vinculadas à falta de conhecimento sobre desse sentimento denominado amor.

livro-amor-leo-buscaglia-namoro-noivado-casamento-cod612-D_NQ_NP_15820-MLB20109264772_062014-F

Ele assegura ainda que, embora, em última análise, cada um de nós seja sozinho, por natureza, nós precisamos amar e sermos amados. E, de forma real, na qual não falte poesia. Desta feita, o autor diz que o amor é como um espelho. Quando você ama outra pessoa, ela se torna seu espelho e você o dela e refletindo o amor de cada um ambos enxergam a infinidade.

37883413_429663560873243_5188910793873162240_n

 

Leo Buscaglia expõe, de forma brilhante, que o amor não tem idade. Assim, ninguém é jovem ou velho demais, para amar e sempre é tempo de aprender como amar. Aqui, eu tenho minhas reservas, acredito que depende do tipo de amor; sem preconceitos, acreditem!

O autor acredita que qualquer processo de aprendizado, deve-se estar constantemente atento, alerta, confiante, paciente, compreensivo, observador e não se pode ser facilmente derrotado. Devemos querer viver esta experiência, sabendo que aprender a amar é estar em constante modificação.

Blogue_Leo_1

O tema na obra é tratado, de forma totalmente lúcida, pois o amor nunca é fácil e que cada pessoa que decidir viver esta experiência deve estar consciente de que está sujeito a encontrar muitos obstáculos, em seu crescimento pessoal e emocional. Porém, sempre acabará descobrindo que os obstáculos, são artificiais, criado por ele mesmo e estes na maior parte das vezes, são simples desculpas, para não aceitar o desafio do amar.

d83b355cd71ded6d143fa280b52cb4a8--love-is-leo-buscaglia

Nesse sentido, podemos observar que, este tema já foi repetido exaustivamente em muitas obras psicológicas, filosóficas e religiosas, e que uma das condições básicas para poder amar outra pessoa consiste e, primeiro, amar a si mesmo.

tumblr_pdiw0xZ4xf1v8ntgio1_1280

Assim, o ser humano que não ama a si mesmo, não tem condições de amar a quem quer que seja. O autor também enfatiza que o amor envolve responsabilidade, consigo próprio e com o objeto de seu amor, e também envolve a liberdade.

fofo.gif

Como vê o amor, para desenvolver-se, precisa antes de tudo de liberdade e de espaço emocional e, sendo um sentimento maior, não está sujeito a imposições. As regras ou proibições, mas escuta suas próprias necessidades.

O livro é bastante leve e objetivo, sem deixar de ser poético; digamos que seja uma espécie de curso de amor. Penso que o amor seja  o maior de todos os desafios e a maior de todas as experiências humanas.

I love my life between books!

Boa leitura!

 

Como Se Cria Um Best-Seller?

BRUNNA BRASIL

Já parou pra pensar nisso? Se você é escritor, provavelmente sim. Mas normalmente a carreira do autor é vista muito mais como arte do que como ciência, não é mesmo? E não que não seja necessário estudo, mas ouvimos constantemente que histórias são um tiro no escuro.

Mas e se houvesse uma espécie de best-sellômetro? E se eu te disser que ele existe?

As premissas deste artigo estão baseadas no livro O Segredo do Best-Seller: Tudo o que você precisa saber para escrever um livro campeão de vendas. Suspeito? Continue a leitura, que irei mostrar alguns pontos interessantes abordados no livro e que tipo de embasamento eles possuem. Quem sabe você não se anima a ler e aí pode tirar suas próprias conclusões?

O livro supracitado é de autoria de Jodie Archer e Matthew L. Jockers e foi um dos meus “achados” na Bienal do Livro de SP este…

Ver o post original 726 mais palavras

Rezenha Crítica Um Contratempo 2016

Rezenhando

Wallpaper Um Contratempo

Seguindo à risca o selo de qualidade espanhol de tramas envoltas ao suspense, Um Contratempo conseguiu refrescar minha memória e me instigar a rever El Cuerpo (confiram “rezenha” crítica aqui) . Um filme que ao contrário do citado, ocorre em diversos lugares narrados e mexe com nosso pscológico e o questionando o que mais amo, o ponto de vista do telespectador quanto ao narrador e ouvinte. Confiram a “rezenha” crítica de Um Contratempo, gente tem no NETFLIX!

Ver o post original 279 mais palavras

Bem-vindo à Semana da Distopia!

Central Autoria - Em novo endereço: centralautoria.com.br

Que comecem os jogos, camaradas! Está aberta a Semana da Distopia 2018 no Central Autoria!

Seja bem-vindo à Semana da Distopia, meus camaradas, leitores e escritores! É com muito prazer que dou o tiro inicial desse evento muito importante para mim. Esse é o primeiro artigo de uma série de conteúdo voltado para o tema literário que tem feito tanto sucesso nos últimos anos.

Eu sou Murillo Costa, criador do Central Autoria, editor aqui e no site Eixo Nerd, podcaster no Autoria Podcast e no Eixo Nerd Podcast. Além disso, também sou o autor da trilogia distópica Os Renegados, cujo primeiro livro foi lançado em 2016 pela editora Multifoco.

Para que a Semana da Distopia alcance muitas pessoas, preciso de sua ajuda. Compartilhe esse artigo com os amigos que gostam de histórias poderosas e emocionantes, porque é delas que falaremos durante toda essa semana.

Você também pode me seguir…

Ver o post original 781 mais palavras

Cavaleiro Negro – por Davi Paiva

Crônicas Fantásticas

41889117_1997345260286618_6744828341129314304_nTítulo: Cavaleiro Negro | Autor: Davi Paiva | Editora: Darda | Ano: 2017 | Páginas: 360 | Nota: 4,0 / 5


Até onde nossa determinação pode nos levar?

O fim justifica os meios?

Existe justiça no mundo em que vivemos?

“Fidler Koogan tinha oito anos quando seus pais foram assassinados na sua frente, e ele foi mandado para um orfanato na província de Ryddle, uma das muitas províncias do mundo de Raysh. E lá, viveu seis anos sofrendo mais perdas que consumiram o seu coração. Aos 14 anos, ele fez uma promessa: voltar e conquistar Ryddle para governá-la, não importando os riscos, os recursos ou quem encontrasse em seu caminho…”

De início três coisas chamaram minha atenção, positivamente:

  1. A semelhança com um MMORPG, a caminhada do protagonista até concretizar sua missão;
  2. O paralelo feito pelo autor entre os problemas que enfrentamos no mundo real e as características da fantasia medieval…

Ver o post original 415 mais palavras