Literatura

Refugiados: o iraniano que escreveu livro por WhatsApp e ganhou o maior prêmio literário da Austrália

Blog QAP Osvaldo Matos

Fonte: BBC

Behrouz Boochani na ilhaAshley Gilbertson/VII/Redux/eyevine
Behrouz Boochani se tornou um cronista da vida dos requerentes de asilo da ilha Manus

Um jornalista e requerente de asilo detido durante anos pela Austrália em uma ilha do Pacífico recebeu nesta quinta-feira o mais importante prêmio literário do país.

Behrouz Boochani, um curdo iraniano, escreveu No Friend But the Mountains: Writing from Manus Prison (Nenhum Amigo Além Das Montanhas: Escrevendo da Prisão de Manus, em tradução livre).

O livro de Boochani venceu o Victorian Prize for Literature de 2019, no valor de 100.000 dólares australianos (R$ 256 mil, na cotação atual).

Boochani permanece na ilha Manus, em Papua-Nova Guiné, e não tem permissão para entrar na Austrália.

O polêmico centro…

Ver o post original 752 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s