Literatura

Talvez Clarice…

Cheiro de sombra

Talvez Clarice tivesse uma cadeira no quarto, que
acomodasse confortavelmente seu corpo e de onde pudesse olhar o fim da tarde
pela pequena janela de seu quarto de dormir. Talvez acomodasse seu queixo
suavemente nas costas da mão esquerda, enquanto segurava o cigarro com a mão
direita que talvez tremesse levemente, o que poderia sugerir toda uma série de
questões metafísicas pela suavidade com que cumpria esse gesto, mas que talvez,
na verdade, fosse só um grande suspiro de cansaço encenado com todo o corpo. A tarde
morrendo e Clarice, talvez, orando àquele Deus que ela tanto buscou nas
palavras, enquanto olhava desconfiada para sua máquina de escrever.

Talvez ela pensasse em algo que queria escrever. Ou
talvez, suspirando, apenas esperasse pelo fim de mais um dia, suas costas muito
retas segurando um peso inominável como Deus. Talvez Clarice pensasse demais em
Deus. Talvez segurasse o braço envernizado na cadeira…

Ver o post original 693 mais palavras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s