Antiguidade, Aventura, Literatura, Romance

As Melhores Distopias da Literatura Mundial

A distopia é um gênero literário que nos faz refletir. Memórias ao Ventos separou algumas das obras mais significativas do gênero e que também servem como ótimas críticas sobre diversos aspectos da nossa sociedade. Confira as melhores obras distópicas da literatura. Após enfrentar duas grandes Guerras Mundiais e vários outros problemas oriundos a partir da… Continuar lendo As Melhores Distopias da Literatura Mundial

Anúncios
Aventura, Literatura

10 Livros que Inspiraram Filmes

A Rede Social David Fincher, 2010 – baseado em The Accidental Billionaires, de Ben Mezrich A obra de Ben Mezrich sobre a criação do Facebook parece uma versão em livro dos tabloides ingleses: é cheio de fofoca, dados não confirmados e sensacionalismo. Mas o filme de Fincher supera os pontos fracos do escritor, revelando toda a complexidade… Continuar lendo 10 Livros que Inspiraram Filmes

Ficção, Literatura, Mistério, Psicologia, Religião, Romance, Violência

O Nome da Rosa

Romance de estreia do crítico literário italiano, Umberto Eco, O Nome da Rosa é uma narrativa policial, ambientada em um mosteiro da Itália medieval. A morte de sete monges, ao longo de sete dias e noite...

História, Memórias, Obra Prima, Riqueza, Saúde

Semana da Arte Moderna

A Semana de Arte Moderna e Modernismo. O movimento modernista foi o responsável pelo primeiro contato do país com as revoluções estéticas das vanguardas européias que surgiam no início do século XX. Dele participaram Mário de Andrade, Oswald de Andrade, Paulo Prado, Guilherme de Almeida, Álvaro Moreyra, ...

História, Literatura, Memórias, Política

A História do Mundo para Quem Tem Pressa

'A História do Mundo para Quem Tem Pressa' é na verdade um guia sintético, mas abrangente, para tudo o que precisamos saber sobre os acontecimentos mais importantes da história, desde as antigas ...

Literatura

Assassinato na Academia Brasil de Letras

Assassinatos na Academia Brasileira de Letras é um livro de ficção escrito por Jô Soares e publicado pela Companhia das Letras no ano de 2005. O romance trata de uma série paradoxal de assassinatos dos "imortais" da Academia Brasileira de Letras.